Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

sábado, 5 de novembro de 2016

Empresa deixa de operar linha entre Belém e o Marajó

OrmNews
A empresa Tapajós Expresso Hidroviário não vai mais operar as linhas com destino ao arquipélago do Marajó, compreendido pelos municípios de Breves, Ponta de Pedras, Salvaterra e Soure. Por meio de uma nota publicada em seu site oficial (viacaotapajos.com.br), a empresa afirma que as características de navegação, nesta época do ano, prejudicam a manutenção das embarcações e colocariam em risco a qualidade do serviço prestado. No entanto, a empresa não esclarece se o serviço será retomado quando as “características de navegação” forem favoráveis.

A Tapajós informa ainda que os clientes que compraram passagens antecipadas terão seu dinheiro devolvido. Para isso, é necessário que o cliente dirija-se até as hidroviárias da Tapajós Expresso, com as passagens em mãos, para solicitar o reembolso.

A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA) afirma que foi a própria empresa Expresso Tapajós, que opera os trechos Belém-Soure-Belém e também o de Belém-Ponta de Pedras-Belém, que solicitou a suspensão dos serviços por ela prestados. Para a próxima semana, haverá uma reunião entre os representantes da empresa, Setran e Arcon para tentar soluções para o problema. Ainda não foram fechadas, nem data, local ou horário da reunião.

A linha operava com uma lancha rápida (catamarã), que fazia o trajeto Belém-Soure em apenas duas horas. Apesar do preço mais alto da passagem, tratava-se de uma viagem bem mais confortável do que as quatro horas necessárias para fazer o mesmo trecho de navio, já que, de barco, o passageiro desce no porto de Camará e precisa seguir viagem de van ou carro até a balsa que atravessa de Salvaterra para Soure.
Atualização às 09h17 
Na edição de hoje do jornal O Liberal é comunicado que, a partir da próxima quinta-feira (10), a lancha rápida voltará a operar, mas apenas no horário da manhã: sai de Belém às 8h e retorna de Soure às 11h. A mudança é justificada devido à maré.

Nenhum comentário:

Postar um comentário