Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

sábado, 19 de novembro de 2016

Garotinho é transferido para hospital particular

random image
O ex-governador Anthony Garotinho foi transferido, no início da madrugada deste sábado (19), para o Hospital Quinta D'or, na Zona Norte do Rio. Garotinho obteve o direito de deixar o Hospital Penitenciário, em Bangu, na Zona Oeste da cidade, por ordem da ministra Luciana Lóssio, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O TSE determinou ainda que, depois dos exames de coração, o ex-governador ficará em prisão domiciliar até que seja votado em plenário seu pedido de liberdade.

Garotinho foi levado em uma ambulância por volta de 0h10. O veículo foi escoltado por dois carros da Polícia Federal (PF).

A transferência aconteceu após a chegada da ordem judicial na administração do Complexo de Gericinó, onde fica o Hospital Penitenciário. Uma ambulância do Hospital Copa D'or já esperava desde a noite de sexta-feira (18) para transferir o ex-governador.

Em sua decisão, a ministra do TSE diz: "Assim, acautelatoriamente, a fim de assegurar o adequado e necessário acompanhamento médico, determino à autoridade policial a imediata remoção do ora paciente, Anthony William Garotinho Matheus de Oliveira, para hospital - podendo ser na rede privada, desde que por ele custeado — o qual deverá estar apto à realização dos exames indicados no relatório médico, devendo permanecer sob custódia no estabelecimento enquanto houver necessidade devidamente atestada pelo corpo clínico, podendo receber a visita apenas de seus familiares e advogados, nos termos das regras estabelecidas pelo hospital, vedada, contudo, a utilização de aparelhos de comunicação, a exemplo de telefone celular.

Destaco que serve a mesma como ordem de transferência. No mais, adianto que o exame do pedido liminar será levado à apreciação do plenário do Tribunal Superior Eleitoral, na próxima sessão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário