Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

domingo, 13 de novembro de 2016

Neto de Hélio Gueiros é suspeito de matar sua esposa

No DOL (Diário do Pará Online)
Polícia indicia Hélio Gueiros Neto por morte (Foto: Reprodução Facebook) 
A Polícia Civil, através de sua Divisão de Homicídios, indiciou na quinta-feira (10), por homicídio qualificado, Hélio Gueiros Neto. A decisão foi baseada em provas técnicas. O suspeito é acusado de matar sua esposa, Renata Cardim Gueiros (foto), no ano de 2015.

Entenda o Caso
Renata Cardim faleceu na madrugada do dia 27 de março de 2015. No momento do óbito, ela encontrava-se em casa com seu marido, neto de Hélio Gueiros. De acordo com a versão de Hélio Gueiros Neto, os dois dormiam quando ele foi despertado com um forte "estremecimento" do corpo de Renata. Em seguida, Hélio contou que ligou para a mãe da vítima informando o ocorrido e encaminhou a esposa para um hospital na Doca, onde foi confirmado o óbito.

Após perícia, na época, segundo a família de Gueiros, foi emitido pelo Instituto Médico Legal um laudo necroscópico confirmando que Renata Cardim faleceu devido a um aneurisma no abdômen, o que lhe causou uma hemorragia generalizada. A família usou as redes sociais para explicar o caso e sustentar a versão de que Renata faleceu de causas naturais. Veja aqui >Basta!

Por outro lado, a família de Renata entrou com pedido de exumação do corpo para nova apuração sobre as causas da morte. A família Cardim alega que Renata nunca possuiu problemas de saúde e que existem suspeitas de que a mesma sofria agressões por parte do marido.

A versão foi levada até o delegado da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, José Eduardo Rollo da Silva, que pediu a exumação do corpo de Renata.

A exumação foi feita no dia 7 de outubro do ano passado, constatando que não existia nenhum aneurisma de aorta no corpo de Renata Cardim e que não havia lesões em nenhum vaso. De acordo com o novo laudo, Renata morreu devido a uma asfixia mecânica, resultado de uma possível ação violenta.

A família de Renata Cardim alega que o primeiro laudo seria falso e pede por justiça. Confira a íntegra do comunicado da família Cardim, aqui >Da família Cardim  
Próximos passos
Procurada pelo DOL, a Polícia Civil comunicou que após o laudo da exumação do corpo de Renata Cardim, Hélio Gueiros Neto foi indiciado por homicídio qualificado. Confirmou ainda que os autos do inquérito foram remetidos à justiça pelo delegado Rollo e, a partir disso, o inquérito aguarda por parecer do Ministério Público.

A Polícia também informou que o delegado José Eduardo Rollo não pretende se manifestar sobre as alegações feitas pela família Gueiros a respeito do caso.
Veja imagens do casamento de Hélio e Renata, aqui >ORMNews - Grand Mond

Nenhum comentário:

Postar um comentário