Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

No blog do GIBA UM

Sem salário
O novo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, receberá apenas o valor irrelevante de US$1 para cumprir a legislação de Washington. Ele abriu mão do salário presidencial de cerca de R$ 400 mil por ano. Quem pode, pode.
Maiores salários
O salário que Donald Trump receberia para comandar os Estados Unidos não é o maior entre os governantes mundiais. Assim como Barack Obama que recebe US$ 400 mil por ano é o segundo maior. O primeiro lugar fica para o primeiro-ministro de Singapura, Lee Hsien Loong com US$1.700,000 por ano (R$ 5,78 milhões); o terceiro maior salário e o do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, por volta US$ 260 mil (R$ 884 mil). Em seguida vem Ângela Merkel (US$ 234 mil). Jacob Zuma, presidente da África do Sul, ganhando US$ 223,5 mil; Theresa May de primeira-ministra da Inglaterra US$ 214,8 mil; François Hollande e Vladimir Putin aparecem em 9º e 10º lugar com salários US$ 194,3 mil (R$ 660 mil) e US$ 136 mil (R$ 462 mil), respectivamente.
Bem pagos
O jornal argentino El País fez uma reportagem comparando as remunerações de parlamentares na América Latina. E em primeiro lugar (o que não surpresa para ninguém), ficou os parlamentares brasileiros que tem um salário de R$ 33.763, sem contar benefícios, como auxilio moradia, passagens aéreas, etc, que poderiam triplicar o valor inicial. Em segundo lugar os chilenos que recebem cerca de R$ 32 mil livres de impostos, e que também recebem benefícios do cargo. Completando o pódio estão os colombianos com um salário de R$ 30,080, e sem benefícios.
Para comparar
Só para efeito de comparação: o salário mínimo do Brasil é R$ 880,00; Chile R$ 1.165 e Colômbia cerca de R$ 750.

Nenhum comentário:

Postar um comentário