Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Leitorado: Cadê o dinheiro?

Coitados!
"Sou aposentado (do BASA) e recebia o valor do meu benefício do INSS no Posto do Banco da Amazônia que funcionava na sede da CAPAF e que foi fechado. A minha conta foi então transferida para a Agência Belém Centro do referido Banco. Pois bem, o INSS depositou no dia 6 do corrente, os valores a serem pagos aos seus assistidos que recebem no dia 7 de cada mês. Mas, pasmem!, até hoje não foi creditado em nossas contas o valor do benefício do mês de novembro e a segunda parcela do nosso décimo terceiro salário. Telefonei, fui à agência, reclamei, mas até hoje (12) os valores não foram creditados. É um desrespeito, é irresponsabilidade! E, eu pergunto: cadê a tal AABA? Por que não agiu em defesa de seus associados? Ah, talvez estejam organizando eventos para lançamento de mais um livro do seu presidente, e isto requer o esforço concentrado dos diretores da referida entidade." Assina: NRS.

6 comentários:

  1. O Agildo e seus diretores da AABA fazem relações públicas todo dia de pagamento com os aposentados que vão receber na Agência Belém-Centro, já de olho na reeleição. Mas não tomam qualquer providência de ordem prática para resolver nenhum problema. Os aposentados sofrem horrores naquela agência, como se fossem culpados de o Basa ter fechado o Posto da Capaf. Isso chama-se inoperância e incompetência da direção da Agência, que teve mais de dois meses para providenciar essa transferência de Contas Correntes.

    ResponderExcluir
  2. Passou despercebido, também, a maldade gestada na CAPAF ao exigir que o recadastramento de seus associados fosse feito junto ao Banco do Brasil. Por que esse maltrato aos velhinhos, alguma vingança ou puramente sadismo ?
    Eu, ainda em gozo de boa saúde, mas com paciência já oxidada pelo tempo, sofri, penei. A começar que ninguém, do Banco do Brasil, sabia desse tal recadastramento. Com aquele mar de gente dentro da agência, senti-me como cego em tiroteio, sem saber a quem recorrer. E a senha eletrônica restringe opções, para infernizar a vida deste pobre vivente. Para completar, atendentes, com mau humor, denotavam estar, todas, com TPM, tamanha a impaciência e agressividade com que me trataram...
    - Quem é essa tal de CAPAF ? Perguntou-me uma, sem perceber que eu já estava quase ao nível de explosão, com combustível para armar o maior barraco no recinto do banco.
    Pois bem, sem saber o rumo, retirei duas senhas, uma para o caixa, outra para atendentes que ficam sentadas naquelas mesinhas, como rainhas da cocada preta. Para piorar o que já estava ruim, senha de número 919, quando o placar eletrônico registrava 450 atendimentos. Sem poder espernear ( pelo semblante dos funcionários, quem reclamar, apanha ), recolhi-me à minha insignificância e aceitei o desígnio da CAPAF.
    Senhor Interventor da CAPAF, faço-lhe um apelo: retire esse recadastramento do Banco do Brasil e deixe no BASA, não podemos mais praticar o exercício da via-sacra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moro em uma cidade onde não tem BASA. Fiz o recadastramento no BB, onde o funcionário disse que não tinha feito nenhum cadastro da CAPAF ainda, mas logo localizou no computador e fez tudo com rapidez e educação. Me senti como uma rainha.

      Excluir
  3. CARO COLEGA, ACREDITO QUER O SEU CASO É IDÊNTICO A OUTROS QUE TIVE CONHECIMENTO. O SEU DINHEIRO ESTÁ VOANDO DENTRO DO BANCO A PROCURA QUE VOCÊ VÁ ATÉ LÁ E PEÇA QUE CREDITEM EM SUA NOVA CONTA, CASO VOCÊ NÃO ASSIM PROCEDA, NUNCA O DINDIM VAI CHEGAR NA SUA MÃO. APROVEITE A DICA E VÁ HOJE MESMO SACAR SUA GRANA.

    ResponderExcluir
  4. Evandro Show, o seu sofrimento foi no BB. O meu está sendo na própria Agência Belém Centro, do nosso Basa. Fiz lá o meu recadastramento para abertura de nova conta e já decorreram dois meses e o mesma não foi ainda concluído e nem aberta a conta. E pior: o meu limite de Cheque AMAZONIA já venceu e não foi renovado porque só poderá ser feito quando o novo cadastro estiver pronto. Não é uma grande sacanagem? Tenho saudade do Banco da Amazônia de antigamente, sem computador, mas com servidores dedicados e responsáveis. Os de hoje não querem pn com o trabalho, só querem promover e participar de festas.

    ResponderExcluir
  5. CONTINUANDO MINHA VIA CRUCIS
    Finalmente, às 13:45, fui chamado. A moça olhou pra mim, com ar de desdenho ( será que sou tão feio, se não bastasse ser velho ? ) e perguntou:
    - Qual é o seu problema, moço ? ( fiquei feliz com essa palavra )
    Entreguei a carta que tinha recebido da CAPAF, sem dizer nada.
    A atendente leu, releu e me pediu um minuto, que iria consultar seu chefe. Voltando, começou a escavacar no computador o formulário a ser preenchido. Entreguei identidade, cpf e comprovante de residência, conforme a CAPAF orientava. Lá pelas tantas, a moça me perguntou pelo NIT. Aí enrolou. Disse-me que, sem ele, o sistema não aceitava o recadastramento.
    Resumo da ópera: tive que voltar em casa, correndo feito um louco, pegar um comprovante de pagamento para concluir o recadastramento.
    Ufa, não desejo isso para o meu pior inimigo, sr. Nivaldo Nunes !

    ResponderExcluir