Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Leitorado: Proposta canalha

De um aposentado do Basa (não identificado)
"No debate realizado ontem, no auditório do Basa, sobre a situação da Casf, o presidente da Aeba, sr. Sílvio, "decretou", através de Édipo imperial, que os aposentados com mais de 70 anos não mais poderão ser candidatos a qualquer cargo eletivo naquela operadora dos planos de saúde porque "não têm mais pique".... Antes ele havia enfatizado que uma das principais causas do déficit da empresa seria o "envelhecimento de sua população assistida com mais de 59 anos" porque dão muitas despesas....Os poucos aposentados presentes saíram do "debate" com a leve sensação de que estão vivendo além da conta..., embora pagando mais caro para manter seu plano de saúde à custa de muito sacrifício. Alguém da assessoria jurídica da Aeba precisa esclarecer ao seu presidente que a Constituição veda qualquer tipo de discriminação por causa da idade. Nenhuma lei proíbe associados de qualquer plano de saúde ou de previdência de concorrer a cargos de sua gestão. A vontade imperial de algum dirigente não pode prevalecer sobre a legislação vigente. Simples assim."

11 comentários:

  1. Os aposentados com mais de 70 anos, dentre os quais me encontro, são obrigados a frouxos de riso com essas idiotices do “colega” Silvio. E só não rimos mais porque as “decisões” do mencionado “colega” são geralmente ruinosas para a nossa preciosa CASF.
    Repito o texto de um pronunciamento meu, de meses atrás, sobre uma das preciosidades do “colega” Silvio.
    “É interessante ler o que diz a ata do Conselho Fiscal da CASF em relação às contas do mês de julho transato, que está à disposição de todos na internet:
    “O CONFIS reitera sua preocupação com a deterioração do patrimônio da CASF, ao tempo em que solicita ao CONDEL que analise a possibilidade de rever sua decisão quanto ao reajuste nos Planos que ficou muito aquém da recomendação da SALUTIS (atuária ?) e que foi proposto pela DIREX ante a necessidade primordial de adequar o fluxo de Receitas às Despesas Operacionais (Assistenciais e Administrativas) e, ainda, recompor o Patrimonio Líquido da Entidade, exaurido neste exercício pelos frequentes e significativos resultados negativos mensais.
    “ ... o mês de julho apresentou resultado negativo .... aumentando novamente o Resultado Negativo Acumulado, .... o que representa 98,90% (97,07% até junho) do Patrimonio Social e Superavits Retidos de Anos Anteriores, ou seja os Deficits apresentados ao longo de 2016 continuam exaurindo praticamente todo o Patrimonio Liquido existente em dezembro 2015”.
    Para o simples leitor que se detenha na leitura dessa peça parece que a entidade atuária recomendou um determinado reajuste como necessário ao equilíbrio financeiro da Caixa e o Conselho Deliberativo da própria CASF, ao que parece, não levou isso em consideração. Por que motivos ?
    Não acreditamos constituisse essa decisão uma simples escolha do Conselho Deliberativo. Deverá ter havido uma razão intransponível para que a recomendação do estudo atuarial, que constitui a viga mestra do equilíbrio financeiro da entidade, não pudesse ser seguida. Por que ?
    Será interessante um esclarecimento através deste Blog, para que não venhamos a ser surpreendidos com alguma situação que venha a nos causar prejuízo irreparável e possamos saber as razões que levaram o CONDEL a não seguir as recomendações atuariais.”

    Conclusão: Parece que o “pique” do Silvio está indo “a pique”.

    ResponderExcluir
  2. Este Silvio é um tremendo cara de pau, péssimo caráter.

    ResponderExcluir
  3. É do tipo do Madson, do Sidou, do Agildo e de muitos outros que só querem se beneficiar dos cargos que ocupam. Feliz Natal pra todos nós velhinhos.

    ResponderExcluir
  4. Ercio, o comentário das 12:02 é meu. J.Almeida, sempre alerta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este J.Almeida não tem jeito mesmo. A mais de cinco anos, perdeu a Presidência da CAPAF por incompetência e até hoje quer culpar o Madson, o Sidou, o Agildo e de muitos outros que só querem se beneficiar dos cargos que ocupam. Cara de pau!

      Excluir
  5. Palhaçada! As pessoas adoram polemizar as coisas, mania de querer aparecer nas costas dos outros, tem aposentado que envergonha a classe vivendo de gerar picuinhas no meio bancreveano, quer "causar" a qualquer custo, inclusive às custas dos outros. O cenário já é complicado e ainda aparece um querendo fazer notícia. Sensacionalismo desnecessário. Me poupe, nos poupe! Silvio sempre lutou pelos aposentados e sempre auxiliou a AABA em tudo o que fosse preciso. Foi tendenciosamente mal interpretado. O porque? Inveja, dor de cotovelo? Vai saber!

    ResponderExcluir
  6. O Silvio disse ou não disse que idosos de 70 ou mais não devem exercer cargos nas entidades de classes? Me diga quem souber, se é verdade ou mentira.

    ResponderExcluir
  7. Ao invês de criticar por criticar, o colega das 15,20 hs deveria consultar a ata do Conselho Fiscal. Está tudo escritinho lá.

    ResponderExcluir
  8. O que vale é o que está escrito. O Silvio disse mesmo que os idosos devem ser marginalizados nas disputas para cargos na Casf, Capaf, Aaba e Aeba. É canalhice, sim.

    ResponderExcluir
  9. Muito bate boca sem levar a lugar nenhum. O Silvio falou? SIM. Foi infeliz sua colocação? Sim. Agora aonde nos leva essa polêmica? Só desagrega a classe em busca de uma solução para a nossa CASF. A notícia inicial foi tendenciosa? Também, aliás o anonimo que a postou é figura carimbada conhecida nos meios bancreveanos como desagregador. Resolvamos a questão, vamos trabalhar em prol so soerguimento da CASF e em 2018 montar uma chapa SETENTONA, ganhar a eleição e mostrar que o Sílvio estava errado em sua afirmação.

    ResponderExcluir
  10. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra, colega das 07.50.

    O que o colega chama de “bate-boca” nada mais é do que o caminho que leva ao início de todo debate sério em pról da correção de qualquer “status quo” .
    Aliás, se o colega observar bem o universo do que já foi dito neste blog em relação às ações que levaram a CASF ao ponto em que se encontra, verá que, ao lado daquilo que até eu chamo de “bate boca”, já existiu muita informação sobre a atuação do atual corpo diretivo da Caixa e sobre decisões que, no meu entender, tiveram o sabor de autêntica “maluquice”.

    Que os chamados planos de previdência estão todos enfrentando dificuldades é fato inconteste. Ainda há alguns meses atrás o Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, da própria CASSI (Banco do Brasil), reconheceu que “a situação da Cassi é muito grave porque vem acumulando, ao longo de décadas, um déficit operacional por conta do seu modelo de custeio .... Isso é algo que preocupa a gestão e, principalmente, o associado”.

    Mas, esse Diretor também reconheceu a existência de duas verdades: A primeira verdade representada na frase: “Para o associado, hoje, a Cassi é a sua principal entidade diante de uma realidade de crise que vive o país (verdade que se aplica como uma luva ao nosso próprio caso); e a segunda verdade através do reconhecimento de que estamos “diante de um mercado de saúde totalmente desregulado, em que os insumos médicos e hospitalares são elevados e não acompanham os reajustes no plano de saúde”.

    Os Planos de saúde do tipo da CASF, ou seja, de auto gestão, estão aglutinados em torno de uma entidade chamada UNIDAS. Essa entidade “administra” um total de 130 planos de saúde.
    Será que todos esses cérebros reunidos ainda não foram capazes de encontrar uma solução para por fim à “desregulação” reconhecida pelo Diretor da CASSI; ou não há interesse nisso ?!

    Responda quem puder.

    ResponderExcluir