Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

No blog do GIBA UM

Perfil do político de hoje
Segundo a socióloga Fátima Pacheco, em entrevista ao portal do Instituto Teotônio Vilela, a sociedade não se sente representado no Congresso e lamenta a ausência de mais mulheres na política. Ela disse que uma pesquisa vê o perfil político como um ser masculino. "Ele é branco, homem, mais velho, tem cabelos grisalhos, tem família, tem filhos... e uma amante. Não é piada. É pesquisa".
Voo solo
No último domingo o PCdoB, até então próximo ao PT, decidiu que em 2018 lançará um nome para a disputa presidencial. Esta foi a maneira de reagir contra o partido aliado que disse que seu candidato em 2018 será mesmo o ex-presidente Lula e que eles não cogitam, nem de longe, outro nome. Quatro possibilidades do PCdoB já estão aparecendo: Aldo Rebelo (SP), da deputada Jandira Feghali (RJ), de Flavio Dino, atual governador do Maranhão e da deputada Luciana Santos (PE).
Muito mais a temer
O ex-presidente Lula insiste em atacar o juiz Sérgio Moro, mesmo tendo muito mais a temer. Existem duas operações, Janus e Zelotes, que não estão sob comando de Moro, onde seu nome está diretamente ligado. Na operação Janus o ex-presidente e outras pessoas estão sendo investigadas por contratos da Odebrecht na África. Já na operação Zelotes, a corrupção no Carf - Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, onde aparece além de Lula, o filho, Luiz Claudio. Tanto operação Zelotes e Janus é comandada pelo juiz do Distrito Federal,Vallisney de Souza Oliveira, muito bem visto em Brasília.
Boa ação
O ex-governador Sérgio Cabral fez uma boa ação, mesmo sem nenhuma pretensão. Ele que está preso no complexo Bangu, fez chegar até a Administração Penitenciária, mensagem dizendo que era impossível comer as refeições do presídio, porque a procedência dos alimentos era de qualidade duvidosa. Como a comida é igual a todos os detidos, a solução foi melhorar a qualidade dos alimentos de todos, em troca a administração prometeu não atrasar os pagamentos dos fornecedores. Todos os presidiários agradeceram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário