Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quinta-feira, 16 de março de 2017

'Não sou bandido e tenho direito de recomeçar", diz goleiro Bruno

O goleiro Bruno durante entrevista 
Em liberdade desde o último dia 24 após passar quase sete anos preso em razão do assassinato de sua ex-amante, Eliza Samudio, o goleiro Bruno, 32, afirmou que não é bandido, como muitas pessoas o julgam, e que merece uma segunda chance.

Condenado a 22 anos e três meses pela morte de Eliza, Bruno aguarda em liberdade enquanto o recurso contra sua condenação não é julgado em segunda instância.

Ele foi libertado após decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello.

O goleiro foi entrevistado pelo jornal Folha de SP (foto) em um hotel em Varginha, onde seu novo clube, o Boa, fica concentrado.

Assim como ocorreu em sua apresentação, um dia antes, o clube tentou impedir perguntas sobre o crime. Questionado pela Folha, porém, ele se esquivou na maioria das respostas. Falou sobre a época em que foi preso e sobre a vida de detento.

Ele afirmou também que deseja se reaproximar do filho Bruninho, fruto da relação extraconjugal com Eliza. Hoje, a criança vive com a avó materna, Sônia Moura.

"Na primeira oportunidade que tiver quero encontrar o Bruninho. É o maior desafio da minha vida. Quero me aproximar dele, filho é para sempre. É um pedacinho da gente.", disse Bruno, que tem outras duas filhas Bruna Vitória, 11, e Maria Eduarda, 9.

Um comentário:

  1. Recomeçar? Um voto de confiança e credibilidade? TODOS TEM mas CUMPRA seus anos de condenação, ou melhor, DIGA O QUE FOI FEITO DOS RESTOS MORTAIS DA MÃE DO SEU FILHO. Que destino trágico tem uma mulher quando se apaixona por um elemento como Bruno. E ainda casou depois de toda essa acusação. Deve ser por falta de opção dessa moça, coitada. ANTES SÓ DO QUE MAL ACOMPANHADA. Regina Silva, santarena.

    ResponderExcluir