Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

domingo, 12 de março de 2017

No "Diário do Poder" - Claudio Humberto

Mulheres são apenas 11% dos deputados do Brasil
Políticos se derramaram em elogio às mulheres, no Dia Internacional celebrado em 8 de março, mas pouco fazem para alterar o machismo que caracteriza essa atividade: no Brasil, elas ocupam apenas 11,8% de todos os cargos de representação parlamentar, nos âmbitos estadual e federal. Hoje, há 1.575 deputados federais, estaduais e distritais, dos quais 1.390 são homens e só 185 são mulheres,
Âmbito federal
Na Câmara, as 60 deputadas federais ocupam 11,7% de 513 vagas. No Senado, a proporção sobe para 13,6%, com 11 senadoras em 81.
Âmbito estadual
Nos Estados e no Distrito Federal, a representação feminina é similar à média federal: dos 1.062 mandatos, 125 são de mulheres (11,7%).
Exemplo do Amapá
A Assembleia Legislativa do Amapá é a mais equilibrada em todo o País: de 24 deputados estaduais, 13 são homens e 11 são mulheres.
Contribuinte banca 142 senadores e aposentados
Além dos 81 senadores no exercício do mandato e outros quatro licenciados por mais de 120 dias, o contribuinte paga por mais 61 senadores aposentados como Aloizio Mercadante (PT-SP), José Sarney (PMDB-AP), Eduardo Suplicy (PT-SP) e Jorge Bornhausen (ex-PFL, atual DEM-SC). Até 1999, parlamentares conseguiam emplacar a aposentadoria com só oito anos de contribuição. Agora é proporcional.
Mal contribuiu
Ex-senadora e ex-ministra de Dilma, Ideli Salvatti (PT-SC) ficou no Senado por 7 anos. Hoje recebe aposentadoria de R$ 7,7 mil por mês.
Valor cheio
Gerson Camata, ex-senador pelo PMDB do Espírito Santo, por exemplo, recebe aposentadoria integral de R$ 33,7 mil por mês.
Você quem paga
O salário de senadores é de R$ 33,7 mil, além da cota parlamentar a título de “ajuda de custo” e auxílio-moradia de R$ 95 mil/mês.

Custo suplente
Sempre que um senador se licencia, o contribuinte gasta no mínimo R$67,5 mil com o suplente que assume. Correspondem a dois salários pagos a título de “ajuda de custo”. Desde 2011, 108 titulares e 38 suplentes de senadores receberam salário extra, ao assumir mandato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário