Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

terça-feira, 23 de maio de 2017

Lobista mentiu ao relatar chantagem, diz jornalista Cláudio Humberto

Depoimento do delator Ricardo Saud, da empresa JBS 
O jornalista Cláudio Humberto afirmou que o diretor da J&F, Ricardo Saud (foto), mentiu ao relatar chantagem para evitar a publicação de reportagens negativas sobre a empresa.

Segundo o delator, Humberto solicitou R$ 18 mil mensais para interromper a publicação de notas negativas sobre a empresa. Em nota, o jornalista afirma que em fevereiro de 2015 a empresa J&F contratou espaços publicitários no site "Diário do Poder", no qual o jornalista e editor-chefe.

"Cláusula do contrato reforça que o lobista mentiu em seu depoimento, distorcendo a natureza das relações meramente publicitárias entre as partes. Diz a cláusula terceira do contrato: 'O contratante (J&F) está ciente de que a presente relação contratual não implica em qualquer compromisso de natureza editorial, tampouco obriga a contratada (site) a veicular informações que não sejam produto de rigorosa apuração jornalística'", diz a nota.

De acordo com Humberto, a J&F começou a procurar o "Diário do Poder" para a publicação de anúncios em setembro de 2013, "mais de um ano antes da publicação das notícias denunciando as atividades criminosas do lobista Ricardo Saud".

Saud afirmou aos procuradores que foi tema de uma nota em 2014, após visitar a casa do senador Renan Calheiros (PMDB-AL). De acordo com o diretor, o jornalista afirmou na coluna que "Joesley [Batista] fez de Ricardo Saud o homem da mala". Humberto afirmou que ofereceu queixa-crime contra Saud na Justiça.

"O lobista Ricardo Saud resolveu se vingar do colunista, tentando arrastá-lo para o seu lamaçal, afirmando agora em depoimento que teria sido vítima de 'chantagem'. O corruptor confesso mente, como forma de se vingar do fato de o jornalista ter sido o primeiro a lançar luz sobre suas atividades criminosas", diz a nota.
Lobista, vigarista e mentiroso
"Existem lobistas qualificados e lobistas ratazanas e canalhas.  É o caso do vulgo Ricardo Raud,  da corja de  quadrilheiros da JBS. O protozoário Raud leviana e covardemente, jogou as patas no jornalista e colunista Cláudio Humberto, na delação ao MP. Mentiu descaradamente, porque não tem argumentos para  retrucar verdades publicadas por Cláudio Humberto a respeito dele.  Vingança torpe. Atirou no próprio pé. A infâmia é arma de decaídos e apedeutas desmoralizados da laia de Ricardo Raud." (Vicente Limongi Netto, jornalista)

Nenhum comentário:

Postar um comentário