Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quarta-feira, 3 de maio de 2017

No site "O Antagonista"

José Dirceu: "Um giro à esquerda"
Em suas memórias do cárcere, José Dirceu prometeu que, se o PT voltar ao poder, o Brasil será transformado numa verdadeira república bolivariana: “Nada será como antes e não voltaremos a repetir os erros. Seguramente, voltaremos com um giro à esquerda para fazer as reformas que não fizemos na renda, riqueza, poder, a tributária, a bancária, a urbana e a política. Não se iludam vocês e os nossos. Não há caminho de volta. Quem rompeu o pacto que assuma as consequências”.
 
Os cachorros de José Dirceu
José Dirceu já tem suas memórias do cárcere. Alguns dias atrás, ele escreveu um manifesto de 14 páginas em que ataca a Lava Jato, defende a guinada chavista do PT e exalta Gilmar Mendes. No manifesto, obtido pelo Estadão, ele antecipou a decisão da STF de soltá-lo:

“Se há juízes em Brasília sairei da prisão e serei absolvido. Trata-se de um processo político, sumário, de exceção. Na prática, eu estou condenado à prisão perpétua. Basta somar as penas – 32 anos e 1 mês que, mesmo unificados, como determinou o juiz, são 25 anos e 6 meses. Como não se autoriza a progressão penal sem a reparação do dano, serei obrigado a cumprir a pena em regime fechado. Toda a pena”.

Ele disse também que a Lava Jato tortura os presos para arrancar-lhes confissões: “As delações são forçadas, ilegais, fruto das prisões preventivas, ameaças de pena sem direito a responder em liberdade ou progredir (…). É delação ou prisão perpétua. Feitas de encomenda e de comum acordo são como os chamados ‘cachorros’ da ditadura”.
 
As medidas cautelares
Leia um trecho do comentário de Merval Pereira sobre os próximos passos da Lava Jato: “Veremos agora um desdobramento dessa disputa entre ministros da Segunda Turma do STF e juízes, pois caberá ao juiz Sergio Moro definir as medidas cautelares para Dirceu permanecer em prisão domiciliar.

Na última sexta-feira, o ministro Gilmar Mendes deferiu pedido de habeas corpus em favor do empresário Eike Batista, revogando sua prisão preventiva. No dia seguinte o juiz federal de plantão Gustavo Arruda Macedo impôs uma série de restrições a ele, como ficar afastado da administração de suas empresas, só receber visitas de parentes e advogados, possibilidade de levantar permanentemente o sigilo telefônico e usar tornozeleira eletrônica.

O juiz Marcelo Bretas, o responsável natural do caso, acrescentou às medidas o pagamento da fiança de R$ 52 milhões, que devem ser liquidados no prazo de cinco dias, sob pena de voltar para a cadeia. Bretas diz que há indicações de que “este acusado estaria ocultando valores alcançáveis por sua responsabilização criminal.” Se não pagar a fiança, Eike terá de retornar para a prisão (…).

O desmonte da Operação Lava Jato, que muitos veem refletido na maioria formada na Segunda Turma do STF, pode não se concretizar”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário