Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

domingo, 11 de junho de 2017

Lula: Brasil nunca precisou tanto do PT como agora

Foto: Filipe Araújo
Um dia após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dar a Michel Temer sobrevida para continuar na presidência da República, o ex-presidente Lula fez um discurso contundente ontem (10), e afirmou que "as instituições sofrem de falta de credibilidade" e que "o país passa por uma profunda crise econômica, moral e ética".

Presente ao evento de posse do novo diretório do PT em São Paulo, Lula disse que "neste instante, o Brasil está precisando do PT". "Nunca o Brasil precisou tanto do PT como está precisando agora", disse o ex-presidente em discurso na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

"Nós sabemos como fazer a economia crescer, como criar emprego", disse Lula, pedindo que seus correligionários mostrem à população as realizações das administrações do partido. "Haverá um dia que a gente vai se dar conta do que foi o PT".

Segundo Lula, o partido mostra "que é possível uma alternativa econômica, cultural, ambiental". "Porque quando a gente chegar lá, a gente vai ter que desfazer tudo o que eles estão fazendo. Vamos falar para o povo brasileiro que nós sabemos como fazer as coisas".

Voltou a ter criança [no Brasil] pedindo esmola, aumentou o número de pessoas dormindo na rua, passando pela feira com sacola vazia. Quem é mais pobre sabe a alegria que é sair do mercado com duas sacolas cheias e ainda parar no bar pra comer. Nós sabemos como fazer a economia crescer, como criar emprego, como aumentar salário. Querem continuar atacando o PT? Podem continuar. O PT estará onde sempre esteve, fazendo o que sabe fazer: cuidar do povo", disse o ex-presidente. 

Lula brincou a respeito dos processos que responde na Justiça, e disse que pensa em fazer delação ao juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. "Eu estou quase falando: 'Moro, meu amigo Moro, o Joesley disse que eu tenho US$ 82 milhões. Se você quiser que eu faça uma delaçãozinha e você me der US$ 41 milhões, eu faço. O primeiro que eu entrego é ele. E aí vou lá para o tríplex".⁠⁠⁠⁠

Candidatura em 2018
O ex-presidente disse que os adversários ficam "irritados" com pesquisas que mostram que ele tem chances de voltar ao Planalto. "E eles, que transmitiram ódio durante todos esses anos, não estão colhendo Aécio, FHC, Serra nem Alckmin. Estão colhendo o Bolsonaro (PSC-RJ), subproduto do ódio que lançaram contra o PT. Agora, são eles que têm vergonha de colocar aquela camisa verde-amarelo quando se diziam ser brasileiros e nós não".

Lula ironizou a situação de Aécio, que foi afastado do Senado e está prestes a ser preso. "O Aécio não faz discurso mais? Não está nem no Senado? E eu estou aqui. Eles desapareceram e eu estou aqui".

Ele brincou dizendo que colocará em seu nome o termo "Lulinha paz e amor" pelo qual ficou conhecido na eleição presidencial de 2002, a primeira que venceu depois de três tentativas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário