Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

segunda-feira, 5 de junho de 2017

TJPA realiza semana da conciliação a partir desta segunda-feira

O Tribunal de Justiça do Pará realiza a partir desta segunda-feira (5) a Semana Estadual de Conciliação 2017. O mutirão pretende oferecer um meio célere para solução das demandas, evitando que situações simples acabem sendo judicializadas e custem tempo para serem resolvidas. São 119 unidades judiciárias inscritas, em Belém e no interior, e mais de 8 mil audiências agendadas até a próxima sexta-feira (9).

Durante a programação serão apreciadas ações referentes a direito de família, vizinhança e relações de consumo, além dos litígios envolvendo operadoras de telefonia celular e internet, concessionárias de água e energia elétrica, instituições bancárias e construtoras.

“A nossa expectativa é ajudar as comarcas, varas, juizados especiais, Cejuscs e 2º grau de jurisdição a diminuir o acervo de ações que estão tramitando. É uma mobilização de todas as unidades judiciárias do Estado, tanto para solucionar os conflitos já judicializados, quanto para solucionar conflitos na fase pré-processual, por meio de uma simples conversa, numa conciliação/mediação”, explicou a desembargadora Dahil Paraense, coordenadora da Semana Estadual de Conciliação.

A Semana Estadual de Conciliação 2017 faz parte do Plano de Gestão 2017-2019 do Tribunal e tem como responsável a juíza auxiliar da Coordenadoria dos Juizados Especiais, Antonieta Mileo, que destaca a participação das unidades judiciárias e o uso de métodos de solução de conflitos.

"A difusão dos métodos de solução de conflitos é uma política pública adotada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e consolidada pelos Tribunais. Cada dia mais a procura pela solução pacífica se dissemina e beneficia diretamente a população que busca a Justiça”, observou. (G1Pa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário