Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quinta-feira, 20 de julho de 2017

"Faço cara de coitadinho para Temer", diz Wlad

No site O Antagonista
O deputado federal Wladimir Costa,  explicou ao jornal O Globo como Michel Temer se comporta nas audiência com deputados:

"Ele (Temer) não propõe nada, ele pede apoio, mostra cópia da denúncia, diz que é inócua, mas não oferece nada. Vai que alguma pessoa queira gravá-lo novamente numa situação dessas. Ele diz que vai ver o que pode fazer. 'O que for possível ajudar no seu estado, vamos fazer'. Ele vê quais são os ministérios, quem pode resolver. O presidente encaminha. Faço cara de coitadinho para ele."

Temer não vai se esquecer de Wlad
O deputado Wladimir Costa (SD-PA) é dos políticos mais sinceros em atividade. Ele disse o seguinte ao jornal O Globo, acerca das numerosas audiências de Michel Temer com deputados, faltando menos de um mês para a votação da denúncia da PGR pela Câmara:

"Somente alguns parlamentares hipócritas não vão assumir, mas é obvio que, após a reunião com o presidente, a gente vem com aquela história: 'Mas, presidente, eu gostaria de trazer demandas do estado, do município, do governo do estado' . A gente aproveita o barco e pede. Na realidade, não é o governo que está atrás disso, os parlamentares é que estão procurando, pedindo audiência, aproveitando a oportunidade. O Temer tem que ser assim. Aos amigos, as flores; aos inimigos, coroa de espinhos." E arremata:

"Se (Temer) me der alguns cargos, eu quero. Quero indicar, tenho até os nomes, tenho até currículos no gabinete. Tomara que ele leia essa reportagem e se lembre do 'Wlad' que tem ecoado sua voz a nosso favor e me dê umas indicações importantes para o estado."

Não é a regra do jogo
Além de revelar o pagamento de propina a Renan Calheiro, Jader Barbalho e ao deputado Anibal Gomes, o lobista Jorge Luz rebateu, em depoimento a Sérgio Moro, a versão defendida por vários acusados de que eles teriam sido compelidos a comprar vantagens na Petrobras. 
“Eu tenho visto que o senhor fica muito zangado quando as pessoas vêm aqui e dizem: ‘é a regra do jogo’. Não tem santo nessa história. Se há um cobrador, alguém está disposto a pagar.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário