Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Pesquisa mostra Helder Barbalho à frente da disputa pelo governo do Pará

 
Levantamento do Paraná Pesquisas mostra que o ministro Helder Barbalho (PMDB) lidera com folga a disputa pelo governo do Estado com 34,4% contra 15,3% da segunda colocada Ana Júlia Carepa (PT). Úrsula Vidal (Rede) aparece em terceiro com 10,5%, seguida por Márcio Miranda (DEM) com 7,2%, Sidney Rosa (PSB) com 6,5% e Marinor Brito (Psol) com 5,8%. Para 14,7% dos paraenses, nenhum dos candidatos merece ser votado e 5,5% não souberam responder.

Em outro cenário, com o prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro (PSDB), na disputa, Helder lidera com 32,7%, seguido por Ana Júlia (14,6%), Pioneiro (12,1%), Úrsula (10,1%, Sidney (6,5%) e Marinor (4,9%). Nesse caso, 14,1% dos eleitores não votariam em nenhum dos candidatos e 5,1% não souberam responder.

Senado
A disputa pelas duas vagas no Senado deve ser mais empolgante. O deputado Éder Mauro (PSD) aparece na liderança com 36,4%, mas a segunda vaga está dentro da margem de erro entre o senador Jader Barbalho (PMDB) com 30%, o governador Simão Jatene (PSDB) com 28% e Mário Couto (PSDB) com 25,5%). Mário Miranda teria 13,9%. Para 13,8% dos entrevistados, nenhum dos nomes seria votado e 5,7% disseram não saber em quem votar.

Governo
Perguntados se aprovam ou desaprovam o desempenho do governador Simão Jatene, 54,8% desaprovam e 41,3% aprovam. Apenas 3,9% dos eleitores não souberam ou não quiseram opinar.

O Paraná Pesquisas ouviu 1.500 eleitores de 52 municípios entre os dias 28 de junho e 1 de julho onde 85,4% dos entrevistados se disseram orgulhosos de ser paraenses, enquanto 10,3% disseram ter vergonha e 4,4% não souberam ou não quiseram opinar. Com acompanhamento de 20% das entrevistas, o grau de confiança do levantamento é de 95%. O nível de erro é de 2,5% para mais ou menos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário