Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Violência: Está demais!


Não costumo registrar ocorrências policiais, mas reconheço que o povo de todos os municípios do Pará está apavorado com tanta violência e com tantas mortes.

Ontem (29), por exemplo, foi um dia de terror, que parece não ter fim. Desde o início da tarde, foram registradas 11 mortes e nove baleamentos na área metropolitana de Belém.

Uma das vítimas foi a cabo da PM Maria Fátima Cardoso dos Santos, de 49 anos, que teve a casa invadida por criminosos e foi executada impiedosamente. A audácia foi tanta que seus algozes levaram ainda a arma e o colete da militar. Com a morte da cabo, subiu oficialmente para 21 o número de policiais mortos no Pará desde o início do ano.
REAÇÃO: 800 POLICIAIS NAS RUAS
Apartir desta segunda-feira (30), áreas de grande incidência criminal da capital paraense, nas demais cidades da Região Metropolitana de Belém (RMB) e do interior do Estado serão ocupadas por centenas de homens e mulheres da Polícia Militar, com o início da Operação Sáfara 3. Além disso, a PM adotará a chamada jornada extraordinária na capital e em toda RMB, com a finalidade de colocar mais policiais nas ruas. Serão cerca de 800 policiais adicionados à rotina de policiamento.

A estratégia da Sáfara 3 visa prevenir e conter os números alarmantes de registros de homicídios.

A ofensiva da PM vai basear equipes de batalhões e companhias, de unidades especializadas e especiais, como o Comando de Missões Especiais (CME), da Companhia de Operações Especiais (COE), do Comando de Policiamento Especializado (CPE), com atuação integrada com a Polícia Civil e demais forças estaduais e municipais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário