Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

quarta-feira, 29 de março de 2017

PRF prende falso funcionário público em Santarém

Na tarde de ontem (28), agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Santarém receberam a informação de que um homem identificado como Jinclarck Dias Paz (foto), 23 anos, estaria se passando por funcionário da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), com o intuito de alugar um veículo em uma locadora da cidade.

O núcleo de inteligência da PRF, de posse dos dados de identificação, averiguou a informação e constatou várias ocorrências vinculadas ao suspeito em crimes ao patrimônio, sendo que, em 2016, Jinclarck alugou um veículo de uma locadora na cidade de Itaituba e teria vendido o carro na Comunidade de Caracol, localizada na BR-163. A Polícia Rodoviária Federal conseguiu recuperar o veículo em Santarém. Esse tipo de crime era a especialidade do estelionatário: alugar veículos com identificação falsa e depois revendê-los em outra cidade.

O proprietário da empresa, após uma análise mais aprofundada, percebeu ter sido vítima de um falsário e acionou os agentes da Polícia Rodoviária Federal para que o veículo fosse localizado. Os agentes iniciaram então as buscas e prenderam o suspeito em flagrante em um hotel da cidade, após Jinclarck ter retornado da locadora e solicitado a troca do veículo já alugado por um de porte maior. O suspeito já estava hospedado há 23 dias no hotel, passando-se por funcionário público, utilizando inclusive crachás falsos de identificação.

Com o acusado foram apreendidos três documentos de identificação distintos (alguns sem fotografia) e um formulário de CPF em branco, assim como certidões de nascimento, um cartão de banco e uma carteira estudantil, todos com nomes diferentes.

Jinclarck e um comparsa ainda não localizado teriam até feito refeições de graça em um restaurante local, por mais de vinte dias, utilizando das facilidades que o cargo fictício lhes oferecia, dizendo que tudo seria pago depois. O falsário foi preso pelo crime de Estelionato e encaminhado à Polícia Civil de Santarém. Durante o procedimento na Delegacia, várias pessoas compareceram afirmando terem sido vítimas do falsário. (Ormnews)

Nenhum comentário:

Postar um comentário