Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

domingo, 29 de março de 2015

O povo precisa saber: Bandalheira

Estadão - Editorial
Parece não passar um único dia em que o cidadão brasileiro que paga suas contas e impostos em dia não se veja na desconfortável condição de otário. Está cada vez mais claro que o chamado "petrolão" é apenas o símbolo mais vistoso de um assalto generalizado e desinibido aos cofres públicos. Fica a sensação de que quadrilheiros estão espalhados por quase todos os desvãos da administração pública à espera de uma brecha para montar seu balcão de negócios. A recente descoberta de robustas fraudes na Receita Federal e na Caixa Econômica Federal serve para mostrar, a exemplo do que se viu no mensalão e agora no petrolão, como os mecanismos de controle estão sempre em desvantagem em relação à criatividade e à ousadia dos corruptos.

O caso da Receita Federal é particularmente alarmante. A Polícia Federal (PF) desarticulou um esquema que pode ter anulado nada menos que R$ 19 bilhões em multas aplicadas pelo Fisco. O esquema, segundo a PF, é relativamente simples. As empresas em débito teriam pago propina para que integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) - o órgão do Ministério da Fazenda que avalia recursos de grandes contribuintes punidos por terem débitos bilionários com a Receita - simplesmente cancelassem a punição.

A PF afirma que empresários eram procurados por ex-conselheiros do Carf que lhes ofereciam o esquema, em troca de um pedágio que variava entre 1% e 10% do valor do débito. O dinheiro, sempre segundo a PF, era pago aos conselheiros do Carf, que então aprovavam pareceres favoráveis às empresas. Segundo as investigações, uma dívida de R$ 150 milhões chegou a ser cancelada.

O pagamento era feito por pequenos escritórios de advocacia sem atuação prévia na área tributária. Esses escritórios eram "contratados" pelas empresas interessadas no esquema, por meio de contratos de falsos honorários - em um dos casos, esses honorários chegaram a R$ 60 milhões.

A fraude teria envolvido cerca de 70 empresas, entre as quais algumas dos setores automobilístico, siderúrgico e agrícola, além de grandes bancos. As investigações mostram ainda que pelo menos uma estatal teria também recorrido aos favores da quadrilha.

Em escala bem menor, mas com a mesma desfaçatez, outra quadrilha atuou na Caixa Econômica Federal para fraudar contratos para aquisição de cerca de cem imóveis. Nesse caso, que gerou perdas de R$ 102 milhões, houve clara demora das autoridades para detectar as irregularidades, pois as operações ilegais eram feitas desde 2012. Além disso, elas estão centradas principalmente em imóveis na Região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro, circunstância que deveria ter levantado suspeitas muito antes, evitando que os prejuízos fossem tão elevados, afetando a própria imagem da instituição.

É verdade que a fraude só pôde ser praticada com a conivência de funcionários da Caixa que conhecem os meandros contábeis capazes de dissimular financiamentos que ferem as normas da instituição.

O que torna o caso ainda mais estranho é o fato de que esses financiamentos foram aprovados em menos de quatro dias. Como sabem milhares de cidadãos que obtiveram financiamentos da Caixa para a compra da casa própria, as exigências são rigorosas, num processo que leva mais de um mês.

Segundo a PF, um imóvel era avaliado por um preço até 1.000% maior, dando origem a financiamentos de cerca de R$ 1 milhão. Isso era feito também com imóveis inexistentes. Para disfarçar, algumas prestações eram pagas, mas depois os compradores sumiam, tornando-se inadimplentes. A facilidade das operações e o tempo que o esquema funcionou permitem supor que esse tipo de fraude pode ter sido replicado em outros locais.

Em meio a tudo isso - e nada sugere que não haverá novos escândalos como esses -, ouvem-se retumbantes discursos oficiais sobre a necessidade de combater a corrupção - como se palavras ao vento bastassem para acabar com a bandalheira e, principalmente, com a sensação de que nunca foi tão fácil roubar.

Vale a pena ler: Millôr, Deus e o Papa

Por Jaguar - Jornal O DIA, edição de 28.03.2015
Parece que foi ontem que Millôr deixou o Brasil sem graça. A sua. E foi ontem mesmo, 27, só que há três anos. Ouso afirmar que ele foi o maior humorista do seu tempo. Groucho Marx e Woody Allen, juntos, não dão um Millôr. Para um ateu convicto, tinha quase uma obsessão por Deus, a começar pelo título do livro: ‘Millôr Definitivo — a Bíblia do Caos’. Para alumbrar o sábado, cito algumas frases definitivas do Guru do Meyer, como ele se nomeava:

“Está bem. Deus é brasileiro. Mas, pra defender o Brasil de tanta corrupção, só colocando Deus no gol. # O ateísmo é uma espécie de religião em que ninguém acredita. # Deus no sétimo dia descansou. Aí choveu paca e não deu praia. # Há padres que falam de Deus com tanta convicção que a gente se convence de que Deus não existe. # Com esse mundo desgraçado, e cada vez mais, em que fomos condenados a viver, uma coisa é certa: Deus não merece existir. # Deus fez o mundo em sete dias apenas porque ainda não tinha sindicato. Hoje levaria trinta. # Estranho: os capitalistas acreditam em Deus. Os comunistas, não. # Se Deus existe, onde é que ele está quando a gente fura um pneu na estrada? # O mal do mundo é que Deus e o Diabo envelheceram. Mas o Diabo fez plástica. 

Quando eu vejo esse pessoal acordando cedo pra ir rezar, se benzendo sempre que passa na frente de uma igreja, ou antes de disputar uma prova esportiva, ou mesmo antes do mais simples mergulho no mar; quando vejo o número de rezas que devem ser aprendidas, o variado número de gestos e genuflexões a serem feitas, quando vejo a quantas liturgias e cerimônias um religioso é obrigado, vem-me sempre um sentimento de profundo respeito — como dá trabalho acreditar em Deus! # Deus existe. Mas é ateu.” Parece que Millôr curtia encher o saco de Deus. Mas, sobre papas, nada. A gente tem a impressão de que ele dispensava intermediários. Mas acredito que mudaria de opinião se conhecesse o Papa argentino que tanto inferniza (epa!) com sua informalidade a vida de alguns cardeais. Passei a crer em Deus depois que Francisco se revelou o primeiro humorista do Vaticano. Adorei sua piada sobre suicidas argentinos: “Eles sobem nos próprios egos e se jogam.” Os hermanos devem ter ficado zonzos. E a Casa Rosada, com Dona Cristina dentro, vermelha de raiva. E completou: não vai aguentar muito tempo. Aquela pompa toda o entedia, gosta mesmo é de flanar sem aparatos papais e conversar com as pessoas. Depois que ele sair, volto a ser ateu.

Missas para pessoas queridas

-ROGÉRIO CAMPOS CORRÊA (santareno, muito querido em sua terra natal) - Primeiro ano de falecimento: Dia 30 (segunda-feira), às 18h30, na Paróquia de Santo Antônio de Lisboa - Praça Batista Campos/Belém.
-THEREZINHA BAHIA DA SILVA (funcionária aposentada do BASA)- Sétimo dia de sua morte: Dia 01/04, às 18h, na Igreja de Lourdes.
-EDUARDO DE CASTRO RIBEIRO (pai do engenheiro Eduardo Ribeiro, da Cosanpa, e do Senador Fernando Ribeiro) - Sétimo dia de sua morte: Dia 31 (terça-feira), às 18:30, na Igreja de Santana (Rua Padre Prudêncio com Manoel Barata)

sábado, 28 de março de 2015

“Um dia todos saberão o meu nome", teria dito copiloto à ex-noiva

Andreas Lubitz, o jovem copiloto alemão que se suicidou matando outras 149 pessoas a bordo do Airbus da Germanwings, escondia problemas psicológicos, disse ontem (27) a promotoria alemã.

Na casa, Andreas Lubitz foram encontrados atestados médicos rasgados. Eles recomendavam o afastamento do trabalho, inclusive no dia da tragédia. A Germanwings garante que nunca recebeu um pedido de licença.

O Hospital Universitário de Düsseldorf confirmou que Andreas era paciente e entregou o prontuário dele à polícia. O tabloide alemão "Bild" informa que o copiloto teria terminado o noivado de sete anos.

Na França, o desafio dos investigadores passa pelo grande número de destroços e também pelas condições climáticas. Eles tentam encontrar o chip com as informaçoes da segunda caixa-preta do Airbus, aquela que registra os dados técnicos do voo.

Durante todo o dia, eles trouxeram das montanhas pedaços do avião e restos mortais das vítimas. Os moradores da pequena Seyne-les-Alpes estão abalados e se desdobram no apoio aos visitantes inesperados.

Um espanhol, que perdeu a ex-mulher, uma filha e uma neta na tragédia, se comove com a recepção dos franceses. Ele diz que todos são muito atenciosos, que ninguém o deixa pagar nada e que isso lhe dá a certeza de que é possível pensar positivo. "As pessoas são muito boas", diz ele.

NOVA REVELAÇÃO
A ex-noiva de Andreas Lubitz afirmou que o copiloto sempre ameaçava: "Um dia todos saberão o meu nome". Ela disse que não entendia o que ele queria dizer, mas que agora fez sentido.

A declaração foi feita ao jornal alemão "Bild". A aeromoça identificada apenas como Maria W., de 26 anos, não quis mostrar o rosto nem dar o nome completo.

Ela falou sobre o relacionamento pessoal dos dois e disse que viajaram juntos de avião por cinco meses pela Europa no ano passado. Maria disse ainda que terminou com Andreas por causa dos problemas pessoais e do comportamento instável dele. (G1)

Renato Janine Ribeiro vai assumir a Educação


A Presidência da República anunciou no início da noite de ontem (27) que o professor Renato Janine Ribeiro será o novo ministro da Educação. A posse do novo ministro será no próximo dia 6 (confira a repercussão).
:  
Professor aposentado da Universidade de São Paulo (USP), Janine Ribeiro assumirá o comando do MEC no lugar de Cid Gomes, que deixou a pasta na semana passada após um conflito com deputados em sessão da Câmara.

Janine Ribeiro é o quinto ministro da Educação desde o início do primeiro mandato de Dilma Rousseff, em janeiro de 2011. Antes dele, passaram pela pasta Fernando Haddad, atual prefeito de São Paulo; Aloizio Mercadante, hoje ministro da Casa Civil; José Henrique Paim; e Cid Gomes. Desde a saída de Gomes, o secretário-executivo da pasta, Luiz Claudio Costa, chefiava o MEC interinamente.

Há cerca de uma semana, ao negar uma reforma ministerial, a presidente Dilma afirmou que o Ministério da Educação não entraria na divisão partidária do governo, já que, segundo ela, trata-se de um dos ministérios "mais importantes do país".

"O MEC não é dado para ninguém. O MEC é um dos ministérios mais importantes do país porque eu tenho o compromisso de construir um caminho para a educação brasileira dando mais passos do que nós já demos", afirmou, após ser questionada sobre se, com a saída de Cid Gomes, a pasta seria “devolvida” ao PT ou “entregue” ao PMDB.

Doutor em filosofia, Renato Janine Ribeiro ensinava ética e filosofia política na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Entre os cargos que ocupou está o de presidente da Comissão de Cooperação Internacional da USP (CCInt), entre 1991 e 1994, e secretário e conselheiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entre 1997 e 1999. Também foi diretor de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), de 2004 a 2008, quando coordenou mais de 2,5 mil cursos de mestrado e doutorado do Brasil.

Janine Ribeiro publicou diversos livros na área de filosofia e ciência política, entre os quais "A sociedade contra o social: o alto custo da vida pública no Brasil", obra vencedora do Prêmio Jabuti 2001 na área de ensaios e ciências humanas.

Edinho Silva assume Secretaria de Comunicação Social

O Palácio do Planalto anunciou, no início da tarde de ontem (27), que o tesoureiro da campanha de 2014 da presidente Dilma Rousseff, Edinho Silva, é o novo ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo. Ele assume no lugar de Thomas Traumaan, que deixou o cargo na última quarta-feira (25).

Edinho Silva foi presidente do PT-SP. Durante a reforma ministerial, chegou a ser cotado para o cargo, mas a presidente recuou depois de as contas de campanha dela terem sido questionadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a aprovação das contas pelo tribunal, Edinho chegou a ser cotado para a presidência da Autoridade Pública Olímpica, órgão do governo federal que acompanha os preparativos das Olimpíadas de 2016. Mas a exemplo da Secom, a nomeação também não foi efetivada.

Setores do PT torciam pela escolha de um nome político do partido para o cargo na Secom. É a primeira vez que um político é aprovado para o cargo. Há uma tendência do PT que defende a regulação da mídia.

No site "O Antagonista"

A Lava Jato dentro do Palácio do Planalto
Edinho Silva será o novo mandachuva da Secom. Ele foi tesoureiro da última campanha de Dilma Rousseff. Nessa função, tudo leva a crer que recebeu dinheiro sujo, como fica claro pela anotação do empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, segundo o qual Edinho Silva estava "preocupadíssimo" com a Lava Jato.
Cegos pela guerra que querem travar contra a imprensa independente, os petistas levaram a Operação Lava Jato para dentro do Palácio do Planalto.

Edinho Silva: e agora, ingênuos?
A ida de Edinho Silva para a Secom deveria calar os ingênuos que ainda insistem para que Dilma Rousseff se afaste de Lula e do PT, para montar um governo de notáveis e repactuar-se com a oposição.
Como sempre dissemos, Dilma Rousseff é inseparável do PT e de Lula, também porque é cúmplice das ações dessa quadrilha. O único caminho para Dilma Rousseff é abraçar-se cada vez mais estreitamente a seus companheiros.
Eles vão morrer como nasceram -- juntos.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Aposentados podem pedir revisão do benefício

Quem se aposenta por invalidez pode pedir uma revisão na aposentadoria. Se o aposentado precisar da ajuda de um acompanhante ou tiver dificuldade em fazer as coisas sozinho pode tentar uma revisão.

De acordo com o INSS, no país há quase três milhões de aposentados por invalidez. O aposentado por invalidez, para ter direito ao benefício, tem que se encaixar em uma das nove situações de enfermidade regulamentadas pela Previdência em um decreto. Entre elas, cegueira total, incapacidade permanente para atividades da vida diária, paralisia dos dois membros superiores ou inferiores e perda de nove dedos das mãos.

Depois de se aposentar por tempo de serviço ou por idade, muitos segurados começam a apresentar problema de saúde e por isso, eles procuram a justiça para conseguir o benefício.
 
Veja abaixo a relação de situações em que o aposentado pode ter direito ao acréscimo no benefício:
1 - Cegueira total.
2 - Perda de nove dedos das mãos ou superior a esta.
3 - Paralisia dos dois membros superiores ou inferiores.
4 - Perda dos membros inferiores, acima dos pés, quando a prótese for impossível.
5 - Perda de uma das mãos e de dois pés, ainda que a prótese seja possível.
6 - Perda de um membro superior e outro inferior, quando a prótese for impossível.
7 - Alteração das faculdades mentais com grave perturbação da vida orgânica e social.
8 - Doença que exija permanência contínua no leito.
9 - Incapacidade permanente para as atividades da vida.

"Mocorongo" que brilha intensamente

Em solenidade realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, ontem (26), foi entregue ao ilustre santareno Vicente Malheiros da Fonseca, o Título de Cônsul, outorgado pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz das Organizações das Nações Unidas (ABFIP ONU). Parabéns ao prezado amigo.

Marta pede 30% de mulheres no Congresso

:
A senadora Marta Suplicy (PT) entregou ontem aos presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, deputado Eduardo Cunha, um manifesto que pede maior número de cadeiras ocupadas por mulheres no poder legislativo.

Segundo a ex-ministra, a intenção é estabelecer uma cota de mulheres no Congresso e também por um fundo partidário: "As mulheres serão votadas e, entre as mais votadas, 30% entram", disse ela, no evento ocorrido na Fiesp.

De acordo com a senadora, no ritmo atual, somente em 2114 serão alcançados os 30% de deputadas na Câmara dos Deputados e apenas em 2118 seria atingido o número correspondente de senadoras. "Com a cota de legenda, percebemos que em 20 anos ficamos na mesma, com 10% de presença na Câmara. Então, não está funcionando dessa forma", disse.

Manifesto petista pede que Educação volte para a sigla

Quatorze deputados e senadores do PT assinaram ontem, 26, carta à presidente Dilma Rousseff defendendo que a titularidade do Ministério da Educação (MEC) retorne ao partido. O cargo está vago após Cid Gomes (PROS) bater boca com deputados no Congresso e, em seguida, deixar o governo.

“Com a saída do ex-governador Cid Gomes do ministério e com o intuito de contribuir com o governo, solicitamos à direção partidária que renove nosso apelo de que devemos trabalhar para que a titularidade do MEC volte às mãos de um representante qualificado do Partido dos Trabalhadores”, diz a carta assinada pelos petistas.

A coordenadora do grupo de educação do PT, senadora Fátima Bezerra (RN), entregou a carta ao chefe de gabinete de Dilma, Álvaro Henrique Baggio. O texto reedita um movimento feito pelos petistas após a reeleição da presidente, quando eles defenderam a permanência do MEC – pasta comandada pelo PT desde 2003 – com a legenda. A presidente acabou nomeando Cid.

Embora entre os petistas circulem nomes apoiados pelo partido para assumir o MEC, os parlamentares não indicam qualquer nome no documento.

Outro destino. Apesar da pressão dos petistas, a pasta pode ser entregue ao PMDB, na tentativa do Planalto de recompor a parceria com o principal partido aliado. O nome mais citado é o do secretário de Educação de São Paulo, Gabriel Chalita. (Estadão)

Ministério da Pesca quer quadruplicar produção

Ministério da Pesca quer quadruplicar produção (Foto: Pedro Franca / Agência Senado)
A meta do Ministério da Pesca é elevar a produção brasileira na aquicultura — a criação em cativeiro — das atuais 480 mil toneladas para dois milhões até 2020. Isso levará o país a saltar do 12º lugar para o 5º no ranking mundial.

Foi o que revelou o ministro da Pasta, Helder Barbalho, durante audiência pública sobre as ações do setor para os próximos anos, realizada ontem, no Senado (foto).

O ministro afirmou que, no mundo, o negócio da pesca é sete vezes maior que o de carne bovina e nove vezes maior que o do frango. Mas, no Brasil, o pescado representa apenas 0,1% do total das exportações de proteína animal. O pescado é uma nova fronteira de negócio em que o maior exportador de carne bovina e de frango do mundo precisa atuar, salientou.

Para alcançar rapidamente esse objetivo, uma das primeiras frentes de trabalho do Ministério é a regularização da produção nos reservatórios de hidrelétricas, como em Tucuruí (TO) ou Itaipu (PR), segundo afirmou, mas o licenciamento ambiental é um entrave.

“A estratégia dos reservatórios é nosso primeiro corte, são eles, com baixo investimento e desburocratização, a nos garantir que possamos ter uma produção extraordinária”, explicou.

"A posse dos impostores"

No site O Antagonista
Antecipamos a letra da nova música de Lobão, "A Posse dos Impostores". Aí vai o link para que, agora, você ouça a música:
A POSSE DOS IMPOSTORES
Não há sombra de fúria no Planalto Central
só fraqueza mortal do rebanho no redil
É a Odisséia do Insulto, a vitória ideal
Do fracasso, do débil, do inútil servil...
Da Terra do Nunca, onde é proibido crescer
À Terra do Menos onde o esmêro é encolher
Paraíso minúsculo do impostor
Da fraude sem escândalos, amnésia e calor
Esterilizando mamatas, silêncio e lorota
A mordaça é a grana e patrulha, a chacota
Gritar vou gritar: Até quando vão enganar
O rebanho no redil alegre a sambar?
Quem precisa correr, quem precisa lutar?
Quem precisa mentir, quem precisa sangrar?
Quantos já se calaram, quantos se foram em vão?
Resisitir será fútil quando as ruas se inundarão
Há uma sombra de fúria na impostora eleita
Rodeada de castrados com a nossa receita
Com sua pompa vulgar de butijão de gás
Estamos fartos de um país frouxo, injusto e ineficaz

Dilma sanciona lei que estende licença-maternidade de seis meses às militares

A presidenta Dilma Rousseff sancionou a lei que estende às militares da Forças Armadas o direito à licença-maternidade de até seis meses. A lei já vigora para servidoras públicas civis e também beneficia algumas trabalhadoras de empresas privadas.

Publicada na edição do dia 26, do Diário Oficial da União, a Lei 13.109 também garante o direito à licença-maternidade a mães que adotem crianças e licença-paternidade aos militares pais.

De acordo com o Ministério da Defesa, a lei beneficiará 23 mil mulheres das Forças Armadas. As mães poderão ter licença de até 180 dias, contados a partir do dia do parto ou do nono mês de gestação, mediante requerimento da interessada.

Para as adotantes, a licença-maternidade será de três meses, quando a criança for menor de 1 ano, e de 30 dias, quando a criança adotada tiver mais de 1 ano de idade. Nos dois casos, a lei prevê a possibilidade de prorrogação da licença à adotante por 45 e 15 dias, respectivamente.Para os pais, a lei garante licença de cinco dias corridos a partir do nascimento ou adoção do filho.

O texto prevê ainda a possibilidade de mudança de função das militares grávidas, desde que atestada pela Junta de Inspeção de Saúde das Forças Armadas, e o direito de retornar ao cargo após o fim da licença.

Aprovado projeto que torna crime hediondo o assassinato de policial em serviço

Projeto de lei que torna crime hediondo e homicídio qualificado assassinar policial, bombeiro militar, integrantes das Forças Armadas, Força de Segurança Nacional e agentes penitenciários, quando estiverem em serviço, foi aprovado hoje (26) pela Câmara. Originário do Senado, o projeto retorna aos senadores para nova apreciação por ter sido modificado pelos deputados.

O projeto prevê ainda que o agravamento da pena se estende em caso de assassinato do cônjuge, companheiro ou parente até o terceiro grau do agente público de segurança. Nesses casos a pena será de reclusão de 12 a 30 anos, enquanto que no caso de homicídios simples a pena de reclusão varia de seis a 20 anos. O texto dos senadores não tratava de penas nos casos dos parentes dos agentes públicos.

O projeto aprovado altera o Código Penal e a Lei de Crimes Hediondos e estabelece que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço e seus parentes será aumentada de um terço a dois terços. São classificados, atualmente, como crimes hediondos o genocídio, a tortura, o estupro, o latrocínio, o sequestro, entre outros. Esses delitos não recebem indulto, anistia ou graça e não podem ser objetos de fiança.

Bodas de Ouro de Licurgo e Marli

Ontem (27), Licurgo e Marli Anchieta, casal que prezo muito, completou 50 anos de feliz união matrimonial. Um de seus filhos, o jornalista Mauro Anchieta, em sua pagina no facebook registrou o grato acontecimento, assim:
"Cinquenta anos lado a lado; cinquenta anos de gargalhadas, lágrimas, sonhos, vitórias, laços reforçados pelo tempo, senhor da vida. Neste dia 27, seu Licurgo e dona Marli Anchieta têm meio século de vida em comum pra festejar. Viva a longevidade conquistada dia a dia com sabedoria e tolerância. Um grande beijo, mãe e pai. Que belo exemplo vocês nos dão".

Licurgo nasceu em Altamira (PA) e, por muitos anos trabalhamos juntos na agência do BASA, em Santarém. Ele é um dos inesquecíveis craques do extinto, mas sempre lembrado e louvado, América Futebol Clube, da Pérola do Tapajós.
Grata lembrança:
Década de 80 - Time de futebol de salão do BASA CLUBE constituído por funcionários do Banco da Amazônia - Agência de Santarém. Em pé: Pão Doce, Altair, Licurgo e o grande técnico: eu. Agachados: Tadeu Matos e Odilson Matos.

Cantor Luciano é gay, diz sua ex-mulher

Na coluna de Leo Dias - Jornal O Dia:
Cléo Loyola, ex-mulher do cantor Luciano, decidiu fazer uma grande revelação em sua página pessoal no Facebook no último dia 9. Ela desabafou na rede social que o irmão de Zezé Di Camargo é gay. “Quando ele era casado comigo, tinha casos com vários homens. Goiânia inteira sabia disso”, escreveu Cléo.

Esta acusação teria surgido após o sertanejo manifestar o desejo de cuidar da neta, filha de Wesley. A bomba foi repercutida em vários veículos de comunicação e a produção do programa ‘Domingo Show’, apresentado por Geraldo Luís, procurou Cléo para gravar uma reportagem.

A entrevista foi feita, mas o fato é que a participação da ex de Luciano no programa nunca foi ao ar. A coluna descobriu o motivo do cancelamento da matéria: Zezé Di Camargo implorou para que a gravação não fosse exibida. Isso mesmo, caro leitor. O irmão de Luciano pediu pelo amor de Deus para abafarem o caso. O pedido foi atendido e não se fala mais nessa reportagem com a ex de Luciano na Record. É o amooooooooor…

Copiloto derrubou avião

Um ato proposital do copiloto derrubou o Airbus A320 da Germanwings com 150 pessoas a bordo, na última terça, aponta investigação das autoridades da França. Segundo o promotor de Justiça de Marselha, Brice Robin, o copiloto Andreas Lubitz (foto), 28, impediu voluntariamente a volta do piloto à cabine e agiu intencionalmente para fazer o avião se chocar contra os Alpes franceses. “Enquanto estava sozinho, o copiloto pressionou o botão para pôr o avião em descida. É uma ação em altitude que só pode ocorrer de forma deliberada”, disse o promotor.

A autoridade francesa afirmou que não há, por enquanto, elementos que expliquem a atitude. Ontem, policiais fizeram uma revista na casa do copiloto em Düsseldorf, cidade da Alemanha que era o destino do voo. As informações foram obtidas pela gravação de áudio da caixa-preta encontrada em meio aos destroços. O voo 9525 fazia a rota de Barcelona (Espanha) a Düsseldorf com 144 passageiros e seis tripulantes - todos morreram. O avião caiu por volta das 11h (7h de Brasília) de terça após uma descida de dez minutos em direção às montanhas, sem alerta de emergência.

A análise da caixa-preta contendo os últimos 30 minutos de conversas na cabine revela que, por 20 minutos, comandante e copiloto conversaram normalmente. Em seguida, o piloto deixa a cabine. Quando fica sozinho, o copiloto começa a descer o avião, descreve o promotor. Ao perceber a perda de altitude, o comandante faz vários apelos para que o copiloto abra a porta. Nos últimos minutos, ouvem-se pessoas dando socos na porta da cabine e tentando abrir a porta blindada. Em nenhum momento o copiloto responde.
Mais aqui >Acidente eleva preocupação com avaliação psicológica de pilotos

Frases sem nexo
As redes sociais, que estão se articulando para nova manifestação dia 12 de abril, em São Paulo, na mesma Avenida Paulista, colocaram no ar uma coletânea de trechos de discursos de improviso de Dilma Rousseff, só com suas habituais frases que não dizem coisa com coisa. É uma peça de artilharia, que provoca riso – e até espanto. Muita gente imagina que é montagem – e não é.
Hora errada
A presidente Dilma Rousseff até entende que a ação de Gilberto Kassab e Aloizio Mercadante no pedido de registro do PL no TSE é repleta de boas intenções, mas não esconde que considera que a manobra foi na hora errada. O Planalto tenta encantar o PMDB na matéria dos aposentados, salário mínimo e ajuste fiscal e os dois ministros resolvem desafiar Renan Calheiros e Eduardo Cunha, que tratarão de revidar no estilo habitual que os locomove. Quem viver, verá.
Três em um
O vice Michel Temer já não esconde de ninguém que estão adiantadas as conversas sobre uma fusão entre seu partido, o PMDB com o DEM. E embora até agora não tenha tido um conversa formal com o PTB, o mesmo Temer gostaria de incorporar mais uma legenda a sua. E brinca: “É como aqueles antigos doces: três em um”.
Sempre às quintas
Até deputados do próprio PMDB andam reclamando do fato do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, instituir agenda cheia nas quintas-feiras, quando muito parlamentar já voava de volta às suas cidades. Na reunião da bancada, o deputado Leonardo Quintão, de Minas Gerais, pediu o fim da pauta cheia, mas Cunha nem se mexeu. E no estilo escolinha, quem falta tem um dia descontado do salário. Detalhe: tem parlamentar que, na semana seguinte, apresenta até atestado médico.
Terceiro
Em três meses, com a saída de Thomas Traumann da Secom, o governo perde seu terceiro ministro. O primeiro foi Marcelo Nery, substituído por Mangabeira Unger na Secretaria de Assuntos Estratégicos e o segundo, Cid Gomes do Ministério da Educação.
Na contramão
Carmen Mayrink Veiga, 85 anos, figura obrigatória em todas as listas das mais elegantes do país nas décadas de 60 a 80 (hoje, sofre de doença rara que limita seus movimentos e a obriga a andar em cadeira de rodas), que teve jóias, quadros e móveis leiloados e trocou seu apartamento de mil metros quadrados por outro muito menor, no Rio, ainda considerada elite, deu entrevista e apoiou Dilma Rousseff: “É uma corajosa. Acho que estamos indo bem com ela, que anda se virando nessa bomba que é o Brasil”.
Mansão na Florida
Dono de uma fortuna estimada em mais de R$ 300 milhões, o jogador Kaká, agora contratado do Orlando City, acaba de comprar uma mansão de dois andares e seis quartos no bairro de Isleworth, naquela cidade da Florida, pagando US$ 3,4 milhões (cerca de R$ 11 milhões). Pertencia ao jogador de basquete Bob Van Der Weide, do Orlando Magic. É lá que vai morar com a mulher Carol Celico e os filhos.