Fale com este blog

E-mail: ercio.remista@hotmail.com
Celular: (91) 8136-7941
Para ler postagens mais antigas, escolha e clique em um dos marcadores relacionados ao lado direito desta página. Exemplo: clique em Santarém e aparecerão todas as postagens referentes à terra querida. Para fazer comentários, eis o modo mais fácil: no rodapé da postagem clique em "comentários". Na caixinha "Comentar como" escolha uma das opções. Escreva o seu comentário e clique em "Postar comentário".

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Leitorado: Consultório sentimental

Leitora que se identifica como "Santarena confusa" narra o seu drama conjugal através de e-mail e pede a opinião dos blogueiros:
"O meu marido sai e volta a hora que quer, frequenta com desenvoltura qualquer ambiente, mesmo aqueles considerados ´suspeitos`, conversa com seus amigos e com suas amigas em barzinhos, principalmente no Mascote e no Mascotinho, enfim, vive plenamente livre para fazer o que, como, quando e onde quiser. Mas, quando eu, raramente, faço isso, é briga certa, ele fica emburrado por um longo tempo. Fica furioso quando eu digo - não escondo nada - que alguém pediu o número do meu telefone, que me convidou para jantar e até arriscou beijar-me em uma balada que compareci sozinha porque ele, o ´maridão`, recusou-se a me acompanhar por que já tinha assumido compromisso com os amigos para ir a outro lugar naquele dia e horário. Para ele, e com base no código de honra masculino isto é traição. Será que é mesmo? Espero que os leitores e principalmente as leitoras deste ótimo blog se manifestem."

2 comentários:

  1. Esse casamento já terminou, só falta cada um tomar seu rumo.

    ResponderExcluir
  2. Tudo indica que a esposa é mulher séria e fiel, mas o marido não a valoriza, por isto merece é um bom e robusto chifre.

    ResponderExcluir